FILME: A BELA E A FERA

0 Comment

Olá meus amores! Assisti hoje “A Bela e a Fera” e confesso: superou minhas expectativas. Os efeitos gráficos, a maquiagem, as músicas e coreografias, além da interpretação impecável da Emma Watson, tudo tudo perfeito! O filme desde o início é deslumbrante e muito encantador, também é emocionante do início ao fim, e isso, vindo de mim, significa que chorei durante o filme super emocionada hahah, não me contive porque cada detalhe é simplesmente lindo. Vale muito à pena assistir no cinema e depois de um tempo, claro, assistir de novo! Não é atoa que o live-action desse famoso romance entre Bela e o príncipe amaldiçoado em menos de uma semana já arrecadou mais de US$400 milhões de dólares nas bilheterias. A Disney gastou US$160 milhões para produzir o filme dirigido por Bill Condon, que além da Emma, conta com Dan Stevens no elenco.


A Bela e a Fera é uma das principais animações da Disney, foi lançada em 1992, sendo a primeira animação a concorrer ao Oscar na categoria de “Melhor Filme“. Além disso, levou a estatueta de melhor canção original por “Beauty and the Beast” – interpretada por Celine Dion e Peabo Bryson – super merecido, porque a canção é lindíssima e super emocionante. No live-action, essa canção foi interpretada por Ariana Grande e John Legend, que, da mesma forma, emocionaram.


A história e as canções do filme continuam parecidíssimas com a animação, mas há algumas diferenças: alguns detalhes, novas canções e outras características foram adicionadas.

  1.  Nos créditos iniciais, ao invés de ver o famoso castelo da Cinderela, símbolo dos estúdios Disney, a gente vê o castelo da Fera e o vilarejo onde Bela mora.
  2. O feitiço sobre o príncipe Adam (a Fera) vem mais detalhado e explicativo, a aparência dele também foi modificada: ocorreu a diminuição das presas e dos chifres.
  3. Não há mais o limite de 10 anos para a queda da última pétala e, quando cada pétala cai, os efeitos também são sentidos pelos outros serventes do castelo, que vão ficando cada vez menos humanos.
  4. A feiticeira presenteia o príncipe com um livro que permite que ele se teletransporte para qualquer lugar. Essa cena adicionada permite que a gente descubra o que aconteceu com a mãe da Bella.
  5.  No início da animação Bela lia “João e o Pé de Feijão”, no filme ela lê “Romeu e Julieta”.
  6. Os livros que Bela lê, agora são emprestados pelo pároco e a coleção é bem menor do que a apresentada no desenho, o que faz total sentido porque naquela época, quem detinha o poder sobre o conhecimento era a igreja.
  7. No desenho, o passado da Fera quase não foi citado. No filme, a gente tem a oportunidade de conhecer mais detalhes sobre sua família e sua educação.
  8. Gaston, além de muito mais vaidoso (o que é bem irritante), está muito mais cruel.
  9. LeFou (Josh Gad) ganhou um grande destaque durante o filme e protagoniza cenas melhores que na animação, um personagem que, se vocês prestarem bem atenção, desde o início dá indícios sobre sua homossexualidade.
  10. Foram acrescentadas quatro novas músicas, inclusive uma canção solo interpretada pela Fera.

 

Incrível né? Amei o filme do início ao fim e, na minha sincera opinião, é o melhor live-action dos Estúdios Disney até agora!

0 Comentários

Deixar Comentário